Imagem do Google

Emirados Árabes Unidos confirmaram nesta quarta-feira (11) que cinco diplomatas morreram no atentado ocorrido na província de Candaar, no sul do Afeganistão, na terça-feira (10).

Comunicado do Ministério das Relações Exteriores dos Emirados Árabes Unidos informou a identidade dos cinco mortos e disse que eles trabalhavam em projetos de desenvolvimento, humanitários e educativos no Afeganistão, segundo a agência Efe.

Uma série de ataques matou 49 pessoas e deixou dezenas de feridos em três cidades do país, na terça. Em Cabul, um duplo atentado, reivindicado pelos talibãs, deixou ao menos 30 mortos e 80 feridos em um prédio anexo ao parlamento afegão. Primeiro, um suicida a pé que detonou os explosivos que levava consigo ao lado de um ônibus que aguardava os funcionários do Legislativo na hora da saída do trabalho e, pouco depois, um carro-bomba explodiu.

Ainda terça-feira pela manhã, um homem-bomba matou sete pessoas em Lashkar Gah, capital da província de Helmand, no sul do Afeganistão, segundo informou o chefe da polícia local.

Da Redação com G1