Ricardo_CoutinhoNa tarde dessa terça-feira, 18, o governador Ricardo Coutinho (PSB) abordou, em entrevista à rádio Campina FM, questões ligadas à polêmica aliança entre PMDB e PSDB na Paraíba, além de fazer duras críticas à Prefeitura Municipal de Campina Grande.

A acusação desferida por Ricardo ao prefeito Romero Rodrigues (PSDB) gira em torno do atual processo de municipalização da AACD na cidade. Segundo Coutinho, Romero usou do processo para promover empregos para cabos eleitorais.

O governador foi categórico também ao afirmar que o PMDB, enquanto aliado do PSB, tem se comportado muito mais como opositor em algumas cidades do estado, e com isso tem assumido postura de destruidor dos próprios aliados.

Ricardo relembrou que sua legenda deu espaço significativo para o PMDB em sua gestão, mas agora o PSB vai começar a jogar. Ele afirmou que vê com tristeza os passos que o PMDB vem traçando.

“É um partido que se diz aliado nosso, mas em várias partes do Estado se coloca como opositor. Dei espaços importantes ao PMDB na gestão e tudo na vida tem que ter uma mão dupla. Vejo com tristeza alguns passos que estão sendo ensaiados, mas aprendi que ninguém joga sozinho, vai chegar um momento em que o PSB e os partidos aliados vão jogar. Nós vamos ganhar as eleições da Capital. Cida Ramos vai ser prefeita de João Pessoa e isso não é ufanismo. A gestão da Capital é ruim. Sem transparência. Jogou sozinho até hoje. Teve uma generosidade muito grande com a mídia e por isso não teve muitas cobranças, mas essas cobranças vão chegar” disse.

Ricardo disse que o povo reconhece as manobras de quem quebra a aliança e por isso não se preocupa.

“Eu penso que é importante refletir muito antes de decidir, mas essa decisão tem que partir do PMDB. Não tem como ser aliado e querer destruir o aliado. Eu não faço isso, do contrário, fizeram isso comigo em 2014, mas a população deu a resposta” disse.

Ricardo concluiu afirmando que não subirá no palanque do PMDB no pleito desse ano.

“Eu só vou subir no palanque do meu candidato. Se eu boto uma perna em um canto e a outra perna em outro, não vai dar certo, pois vou acabar abrindo escala” ironizou.

Política Mais Cedo